Programação

 

Confira aqui toda a programação para o CONTAF 2017, no Meliá Hotel Campinas - Rua Severo Penteado, 140 - Cambuí.

 

Para fazer a inscrição no CONTAF 2017, clicar no botão abaixo e sigas as orientações

Programação sujeita a alterações sem aviso prévio

Dia 22

 

Imerys - Barbotina
Fabricação, controles e utilização são os temas que serão abordados nesta palestra.

 

Cristina Rocha
Relato sobre a passagem da grande ceramista e educadora Akiko Fujita pelo Brasil. Akiko, visando espaços maiores para construção de suas obras de grande porte, e também apaixonada pela natureza inspiradora brasileira e a musica de Egberto Gismonti, se muda para o Brasil e aqui permanece durante quatro anos, lecionando na Unicamp e depois em seu ateliê em Barão Geraldo-Distrito de Campinas/SP. Reúne centenas de pessoas na construção de suas obras, que são concebidas sempre em coletivas, nos deixando boas saudades.

crisrocha.png

 

 

Nicola Boccini - Itália
Estudou na Academia de Arte de Perugia. Seus aprofundados estudos sobre Tecnologia em Cerâmica o tornou um experiente artista. Incansável, a pesquisa está sempre presente em seu trabalho, com mistura de metais e minerais, óxidos e vidros, o que torna seu trabalho único.

nicola-demo.pngnicola-palestra.png

 

 

Demonstrações

 

Peter Beasecker - Estados Unidos - O Desenvolvimento de uma Ideia
Além de ser um artista de muito talento, Peter é um professor de formação e ministra workshops e demonstrações ao redor do mundo. Assista de perto algumas das técnicas utilizadas por ele neste congresso.

peter-demo.pngpeter-palestra.png

 

Nicola Boccini - Itália e Margareth Linhares
Ele, pintor italiano de técnicas tradicionais como Maiólica e Baixo Esmalte; ela, brasileira e com linguagem mais contemporânea. Juntos promoverão um mix de técnicas e conceitos para celebrar a união dos dois países.

 

Dan Kaneko - Encontrando Texturas
Volumes e texturas são a tendência da vez, já que criam um jogo de luz e sombra com a incidência da luz sobre as superfícies. O ceramista Dan Kaneko demonstrará um método inovador chamado “Zara-Zara” para criar peças texturizadas e relevos, os quais reproduzem o aspecto de pedras e madeiras .

dan-demo.png

 

Trabalhos Selecionados - Sala II

11:30 - Identidade Visual: Valorização e Memória de Exposição de Arte Cerâmica - Ana Lucia Verdasca
Por meio deste artigo, pretende-se resgatar a criação de elementos de identidade visual e, de modo particular, de catálogo de exposição de Arte Cerâmica como elemento que documenta e registra o desenvolvimento de objetos artísticos em consonância com o projeto cultural que os origina. Busca, ainda, apresentar o desenvolvimento colaborativo, que procurou dar forma a um contexto existente e não apenas aceitá-lo como algo dado, trazendo os ceramistas como partícipes do processo, evidenciando a importância do diálogo dessa construção compartilhada.

 

14:00 - O barro da Serra: processos cerâmicos e queimas a lenha na região da Serra da Moeda - Jade Liz de Oliveira França
Quando em 1970 Toshiko Ishii mudou-se para a Fazenda Palhano, na região de Brumadinho, em Minas Gerais, começou a extrair o barro local e a trabalha-lo. Interessada pelo material, aos 70 anos de idade construiu um forno noborigama para transformar a argila em cerâmica por meio da queima de Bizen, intitulado por ela “Bizen-mineiro”, que virou seu estilo reconhecido.

 

14:30 - Concurso do chef - Cecília Akemi
Fotos documentando um concurso que a artista realizou em seu ateliê. Para o evento, onvidou um chef de cozinha que criou um prato culinário e desafiou seus alunos a criarem a louça para servir.

 

15:00 - Macsabal - Festival Internacional de Cerâmica na China - Bárbara Anderáos
Este trabalho tem o objetivo de compartilhar a experiência da ceramista Bárbara Anderáos por meio de fotos, catálogos e peças, no festival internacional de cerâmica “Macsabal”, realizados na China em 2013 (Zibo) e em 2015 (Pequim).

 

16:00 - Suzana Dourado - A arte do vidro milenar e a cultura indígena
Trabalho consiste em apresentar a cultura indígena de algumas aldeias do Rio Araguaia e Tocantins. Rios que atravessam o Brasil. Por intermédio do design,cores e simbologia indígena, utilizando a milenar técnica da fusão vítrea.Assim temos a junção de dois mundos diferenciados ,em técnicas, conceitos e vivência.

 

16:30 - Mulheres artistas ceramistas: a questão de gênero na cena contemporânea latino-americana - Flavia Leme de Almeida
O foco é, portanto, fazer um recorte em obras de mulheres artistas ceramistas latino-americanas que tenham o viés do gênero feminino em suas poéticas visuais, tais como: Celeida Tostes, Graciela Olio e Rosana Bortolin. Cada artista, em seu modo de abordagem único, traz à tona as questões acerca desse gênero, na cena artística contemporânea.

 

17:00 - Um discurso antagônico: A efemeridade da imagem digital sobre a perenidade da Cerâmica - Patrícia Almeida Santana
Mesmo sendo tradicionalmente resolvido, o processo cerâmico ainda nos permite inúmeras “descobertas”. Com isso, a palestrante iniciou uma pesquisa que associa fotografia e cerâmica, unindo a efemeridade da imagem fotográfica digital com a atemporalidade da cerâmica, resultando em dois livros intitulados “Registros de um lugar sem nome”.

 

Dia 23

 

Peter Beasecker
O artista tem mestrado em Artes e, atualmente, é professor da Universidade Syracuse em Nova York/EUA. Multipremiado e com diversas exposições no seu currículo, Peter trabalha como poucos, tanto no torno quanto com placas. Em sua primeira vez no Brasil, fará uma explanação de sua história e demonstração de suas técnicas.

peter-demo.pngpeter-palestra.png

 

Mieko Ukeseki - Por Silvana Baierl
MiekoUkeseki nasceu em Mie/Japão. Chegou ao Brasil em 1975, como uma das pioneiras na introdução do forno Noborigama, no Brasil. Este ano, a ceramista se apresenta pela primeira vez no Contaf, em palestra organizada pela jornalista Silvana Baierl, que apresentará as técnicas trabalhadas pela ceramista, a produção e queima de monumentos históricos, premiações e os muitos caminhos percorridos entre o utilitário e o escultórico. Sua capacidade de trabalhar a modelagem em torno e manual, criando peças em placas. A produção dos próprios esmaltes, a influência da natureza, a simplicidade estética e o traço contemporâneo de uma artista multicultural.

miekocunha.png

 

Isabelle - Design e Gastronomia – O Sabor da Cerâmica
A criação de um prato gastronômico não passa só pelos sabores mas também pela forma que será apresentado. A Engenheira de produtos e chef Pamela Elói e a food designer e chef Chatz vão mostrar os caminhos da criação de utilitários gourmet, em uma palestra contando a importância do alinhamento entre as áreas para o resultado final do produto.

 

 

Demonstrações

 

Mieko Ukeseki e Mário Konishi
O casal iniciou seu ateliê em Cunha/SP, em 1989. Apesar de trabalharem juntos e dividirem o mesmo espaço, ambos trabalham de forma independente. Enquanto Mieko inspira-se na natureza e em sua experiência multicultural, Mário tem uma forte influência nas linhas arquitetônicas, criando utilitários e esculturas de formas lúdicas e provocativas. O casal fará uma demonstração simultânea, mostrando como viver harmoniosamente no casamento, na família e no ateliê.

 

Regina Esher - Serigrafia e Cerâmica
A demonstração da ceramista Regina Esher terá a intenção de ampliar as possibilidades que a serigrafia oferece, buscando uma relação entre ambas – serigrafia e cerâmica. A serigrafia, tanto permite a impressão direta sobre uma superfície plana, sobre azulejo – por exemplo, como também em pratos e peças cilíndricas, além da possibilidade óbvia de produzir decalques que, após impressos, são aplicados na cerâmica.

reginaesher-demo.png

 

Trabalhos Selecionados - Sala II

10:30 - Paper Clay - Darly Pellegrini
A mistura de papel na massa cerâmica garante resistência e sobretudo mais plasticidade à peça enquanto trabalhamos. Garante também uma secagem mais uniforme porque a água, contida na massa cerâmica, consegue escapar com mais facilidade e de maneira mais uniforme. As fibras de celulose, quando misturadas à argila, absorvem a umidade, ficando flexíveis. Desta forma, conseguimos fazer placas finíssimas e muito resistentes enquanto úmidas. Grés, terracota, porcelana ou outros tipos de massas cerâmicas podem se tornar paperclay. O uso do paperclay diminui bastante os riscos de trincas e empenamentos, na secagem; e de explosões na queima.

 

11:00 - Nerikomi Marchetado - Betty Alvarez
Considerações sobre o Nerikomi. Apresentação de trabalhos elaborados com a técnica de marchetado.

 

11:30 - Experimentações práticas para criação de peças cerâmicas em série - Eliana Zaroni e Djalma Barros
A partir da reflexão, concepção e expressão plástica do design, desenvolveremos processos de modelagem, confecção de moldes e protótipos para simulação do processo seriado e produção de réplicas.

 

12:00 - Uma experiência pedagógica em Cerâmica - Eliana ZaroniLindenberg Silva; Djalma Barros
A prática surge a partir da reflexão, concepção e expressão plástica do design, por meio de processos de modelagem, confecção de moldes e protótipos para simulação do processo seriado, por meio da experimentação criativa.

 

14:00 - Falsa Madeira - Leonor Rodrigues Lopes
Esta é uma técnica que torna possível executar um trabalho que tenha aparência de uma casca de árvore. Usa-se argila Shiro, engobe, esmalte e jornal velho. É possível fazer um prato, uma caixa e tudo que se possa encaixar em moldes. Trata-se de trabalho decorativo.

 

14:30 - Arte Cerâmica Vernacular - Daíze Eugênia Coimbra
A intencionalidade da apresentação do trabalho, denominado Arte Cerâmica Vernacular, tem como grande objetivo a valorização do ofício onde se emprega materiais e recursos do próprio ambiente em que a arte é construída.

 

15:00 - Construção da Fé - Stela Kehde
Trata-se de um trabalho colaborativo no qual participante, através do barro, representa a sua fé, no que acredita, independente da religião. Essa peça é colocada sobre um tijolo, com refugo de vidro, e queimado. Essa vivência é rica em formas e sentidos.Assunto que será apresentado na palestra acompanhado com a demonstração de alguns tijolos, inclusive os que foram feitos na oficina do Contaf 2016.

 

16:00 - A Construção de Fornos de Baixo Custo Para Queimas Cerâmicas em Alta Temperatura: um percurso alternativo possível - Kleber Silva
Este trabalho se propõe a desenvolver fornos cerâmicos de baixo custo financeiro, com capacidade de alcançar patamares térmicos acima de 1.200°C.

 

16:30 - Trajetórias do Barro em um Departamento de Artes - Fernando Ngan Aidar
Pretende fazer um breve relato do seu percurso pelo Departamento de Artes Visuais da ECA-USP. Focando principalmente na descrição das pesquisas realizadas (durante período de iniciação científica) que delinearam, de certa maneira, o desenvolvimento dos trabalhos que o ceramista realiza hoje.

 

17:00 - Beth Cavener: a expressão da psicologia humana em formas animais por meio da escultura cerâmica - Iago Fernandes Gouvêa
Construir maquetes, armações de metal elaboradas, modelar e ocar grandes massas de argila, cortar, colar e pintar são etapas que fazem parte do aprimorado processo da artista Beth CavenerStichter. Residente em Montana/Estados Unidos, a ceramista e escultora é hoje reconhecida em todo o mundo por suas fortes esculturas de animais, imbuídas de sentimentos e expressões, afim de representar a complexa psicologia humana.

 

Dia 24

 

Nicola Boccini - Itália
Ceramista, pintor e pesquisador, o grande ceramista Italiano Nicola Boccini explicará a todos como fazer queima de redução em fornos elétricos, um método simples e seguro desenvolvido por ele, o qual não danifica as resistências do forno. Além disso, ele dará algumas formulações de esmaltes especiais, para quem quiser experimentar novas possibilidades.

nicola-demo.pngnicola-palestra.png

 

Marcelo Caridade - Queima de corpos cerâmicos
O que acontece com uma peça cerâmica durante a queima? As reações e as transformações serão descritas pelo engenheiro de materiais e professor Marcelo Caridade, do CCB -Centro Cerâmico do Brasil.

 

Máyy Kofler
A trajetória da primeira ceramista a trabalhar com paleteado no Brasil, Máyy Kofler, é cercada de lindas histórias e belíssimas imagens. A leveza de suas peças traduzem a técnica do paleteado. Máyy trabalha não só a porcelana, mas também outras massas por meio dessa técnica. Conhecer essa trajetória é viver um pouco da história da Cerâmica Brasileira.

mayykofler-demo.pngmayykofler-palestra.png

 

Risolete Bendlin - Pasta Egípcia
A ceramista e pesquisadora RisoleteBendlincontará um pouco sobre a história desta que é a primeira técnica conhecida de vitrificação colorida, mostrando também como produzi-la e utiliza-la.

 

 

Demonstrações

 

Máyy Kofler - Paleteado e positivo e negativo
Veja essa maravilhosa artista trabalhando uma das mais belas técnicas de confecção cerâmica andina, além da técnica de decoração preta e branco, muito usada pelos ceramistas peruanos.

 

Cristina Rocha - O não convencional do torno
A ceramista demonstrará como algumas interferências podem transformar peças feitas no torno em formatos além do convencional.

crisrocha.png

 

 

Trabalhos Selecionados - Sala II

10:30 - Processos Criativos na Azulejaria Cerâmica - Mônica de Souza Silva
Relato de trabalho desenvolvido há mais de quatro anos, enfocando a azulejaria artística e seus desdobramentos. Apresentação das propostas e respectivos resultados das aulas teórico-práticas onde são abordadas, além da história do azulejo, suas origens,técnicas de produção e seu contexto na Arquitetura e na Arte.

 

11:00 - Sapatórias: Desenvolvimento de sapatos de cerâmica - Carolina HaidéeBail Afonso Rosenmann
Este artigo objetiva relatar o processo utilizado para o desenvolvimento de sapatos cerâmicos produzidos para a exposição coletiva “Sapatórias: Sapatos que contam Histórias”, realizada pelo Ukéra – Atelier de cerâmica da UTFPR.

 

11:30 - Identidade Visual: valorização e memória de exposição de arte cerâmica - Bianca Giordano
Por meio deste artigo, pretende-se resgatar a criação de elementos de identidade visual e, de modo particular, de catálogo de exposição de arte cerâmica como elemento que documenta e registra o desenvolvimento de objetos artísticos em consonância com o projeto cultural que os origina.

 

14:00 - Escurecimento das peças feito pela queima primitiva - Rosa Maria Pereira-Escurecimento das peças cerâmicas já prontas e biscoitadas, utilizando-se de um forno feito no chão, com certa profundidade, para acomodar tanto a matéria orgânica seca, galhos e lenha - a ser colocado fogo -como também as peças.

 

14:30 - Tirando do Papel - a Cerâmica como protagonista no Design de Joias - Priscila Bonifácio Felipe da Silva
O presente trabalho tem como objetivo o desenvolvimento de uma coleção de joias em prata, que prevê a substituição das pedras preciosas que ocupam posição de destaque e, comumente, são encontradas em peças de alta joalheria e joalheria autoral, pela cerâmica, especificamente, a porcelana, um material altamente sustentável e de visual.

 

15:00 - Poéticas da Lama - Cerâmicas Produzidas em Memória da Tragédia do Rio Doce  - Lorena D’Arc
A partir de relatos testemunhais, registros videográficos e fotográficos, as artistas mineiras Cristiani Papini e Regina Mota desenvolveram trabalhos em cerâmica sem a intenção de estetizar uma tragédia, mas com o desafio de denunciar, por meio da arte e do barro, as perdas, as memórias encobertas e o abandono. São instalações que a princípio nos seduzem pela beleza, mas que nos arrebatam em sentimento de inoperância e impotência. As diversas técnicas aplicadas em paper-clay, vidrados, engobes e impressões serão apresentadas em seus processos e procedimentos artísticos - do projeto à exposição.

 

15:30 - Confecção de Múltiplos de Peças em Massa Cerâmica - Marília Machado Brandão Curi
Confecção de múltiplos de peças em massa cerâmica. Trabalhos realizados pelos alunos da Unicamp nos últimos anos.Definir a peça a ser copiada após várias propostas.Preparar a peça para fazer a forma em duas partes apenas.Prensar a massa na forma. Fazer dez cópias da peça, que poderá ser oca ou não, dependendo do tamanho da peça.Arrematar a peça e preparar para a primeira queima.Definir como terminar a peça de acordo com o trabalho da queima em alta com ou sem vidrado.Fazer no semestre a ampliação da peça.

 

16:00 - Avaliação da Experiência de Uso de Canecas Cerâmicas Comerciais - Gabriel Chemin Rosenmann
Esse artigo objetiva apresentar alguns aspectos ergonômicos que podem contribuir para a melhoria da experiência de utilização desses produtos cerâmicos. Como resultado, identifica-se alguns aspectos que impactam a funcionalidade das canecas, podendo comprometer a fruição desse utilitário. Tais aspectos podem indicar variáveis de projeto para produção de canecas, que possibilitem melhor experiência de utilização.

 

Contato: (11) 5594-5184 / 5071-0011
contaf@contaf.com.br | www.contaf.com.br 
(c) 2013 Copyright - Todos os direitos reservados